Ricardo Nunes (MDB)

Foto: Reprodução/Prefeitura de SP- Ricardo Nunes (MDB)

 

Em coletiva de imprensa, o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB) , anunciou nesta sexta-feira, 27, o adiamento do comprovante de vacinação via aplicativo contra a Covid-19. O ‘passaporte’ serviria para a entrada em estabelecimentos comerciais como bares, restaurantes e shoppings .

Segundo a prefeitura, o aplicativo com leitura de QR Code, batizado de “passaporte da vacina”, seria lançado nesta sexta. Contudo, Nunes afirmou que ainda aguarda dados da Secretaria Estadual de Saúde para que o sistema entre em vigor.

“Gostaria de estar apresentando isso hoje, mas ainda nos falta a secretaria do estado liberar os dados para a gente inserir. Se eles não liberarem, eu vou apresentar de qualquer jeito amanhã [sábado], domingo, ou no máximo segunda-feira”, disse o prefeito nesta manhã.

O comprovante foi anunciado na segunda-feira, 23, pelo prefeito . Ele ressaltou que o certificado seria obrigatório na cidade, o que gerou reação negativa do setor. Ainda no mesmo dia, o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, afirmou que o passaporte seria opcional em bares, restaurantes e shoppings.

Com as regras ainda indefinidas, a Secretaria da Saúde comunicou que a Vigilância Sanitária municipal faria a publicação da norma para regulamentar o assunto entre quinta, 25 e sexta-feira, 27.

Ricardo Nunes também afirmou que o indivíduo sofrerá  uma multa caso descumpra a ordem de apresentar o comprovante de vacinação. O valor ainda não foi informado.

Nesta sexta, o  Rio de Janeiro também anunciou que cariocas e turistas terão de comprovar que se vacinaram para poder entrar em locais de uso coletivo na cidade a partir de 1º de setembro.