Reprodução/Google – 11.05.2022

Apresentação do Android 13 durante o Google I/O

O Google liberou nesta quarta-feira (11) a versão beta (de testes) do Android 13 durante sua conferência anual Google I/O. A gigante de tecnologia também revelou detalhes da nova versão do sistema operacional, que deve começar a ser distribuída de forma estável no segundo semestre deste ano.

Material You

A primeira grande novidade do Android 13 é que ele incorpora ainda mais o perfil personalizável da ferramenta Material You, apresentada junto com o Android 12.

Com a nova versão, ícones de aplicativos terão suas cores adaptadas ao fundo de tela escolhido pelo usuário, enquanto o player de música mostrará temas relacionados à canção que está tocando.

Além disso, os usuários também poderão personalizar seus smartphones no que diz respeito à linguagem, com a possibilidade de escolher um idioma diferente para cada aplicativo utilizado.

Criptografia e privacidade

Outra grande novidade relacionada ao Android 13 é que o aplicativo Mensagens – aquele usado para receber e enviar SMS – agora contará com a criptografia de ponta a ponta, a mesma utilizada no WhatsApp.

A tecnologia traz mais privacidade ao criptografar as mensagens. Assim, apenas quem enviou ou recebeu o texto consegue acessá-lo, sem a possibilidade de existirem interceptadores no caminho. A funcionalidade vai chegar a dispositivos Android de todas as fabricantes.

Além da criptografia no aplicativo Mensagens, outras ferramentas de segurança foram incorporadas ao Android 13. Com a atualização, o sistema vai avisar quando um app tentar acessar a área de transferência, assim como acontece no iOS.

Um novo painel também chegará ao sistema operacional, chamado de Segurança e Privacidade. Nele, o Google vai dar instruções para que o usuário mantenha seu smartphone mais seguro.

Outros dispositivos

O Google também anunciou que o Android 13 ganhará modificações para funcionar melhor em tablets, aproveitando as telas maiores. Algumas melhorias mostradas pela gigante de tecnologia já estavam presentes em interfaces aperfeiçoadas por fabricantes, mas agora chegam de forma nativa ao Android.

Além disso, a integração entre dispositivos Android, como celulares, tablets e TVs, também ficará mais fácil. Agora, será possível copiar um texto em um celular e colar em um tablet, ou então pausar um filme no tablet e continuá-lo na TV, por exemplo.

Essas funcionalidades já eram possíveis, por exemplo, no ecossistema Galaxy, da Samsung, mas a chegada delas ao Android permite que um usuário tenha conexão entre vários dispositivos mesmo que eles sejam de fabricantes diferentes.

Fonte: ig