Jovens de 16 a 18 anos podem tirar o título de eleitor até o dia 4 de maio
TRE/Divulgação 25.03.2022

Jovens de 16 a 18 anos podem tirar o título de eleitor até o dia 4 de maio

Na  véspera do prazo limite para tirar ou regularizar o título de eleitor, a Justiça Eleitoral realizou mais de um milhão de atendimentos da manhã de segunda-feira até às 15h de terça. Nos últimos dois dias, 640 mil socilitações do documento foram feitas pelo Título Net, e 527 mil, pelos cartórios eleitorais. Ao todo, 1,167 milhão de pedidos foram recebidos em menos de 36 horas.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o número de atendimentos este ano sobre o título de eleitor bateu recorde. No total, foram 7.209.913 este ano. Só para comparar, em 2018 foram 5.401.285, e em 2014, 3.035.019. Os eleitores tem até 23h59 desta quarta-feira para modificar o cadastro na Justiça Eleitoral (JE), que envolve desde a mudança de domícilio eleitoral até a emissão de novos títulos. Caso contrário, não poderão votar para presidente, governador, senador e deputados federais e estaduais nas eleições de outubro.

Os números compilados pelo TSE reúnem tanto os atendimentos feitos de maneira remota, pelo sistema “Titulo Net”, quanto os que foram feitos de maneira presencial, nos cartórios eleitorais. No entanto,  a recomendação do TRE é que o eleitor dê preferência pelo atendimento virtual e só procure a unidade presencialmente em último caso. Os serviços oferecidos nas zonas eleitorais estão todos disponíveis também pela internet.

Devido ao aumento da procura, o site do TSE chegou a ficar instável na segunda-feira e a ficar fora do ar por um breve período de tempo. Nesta terça-feira, eleitores fizeram filas em postos de atendimento do Tribunal Regional Eleitoral em diversos pontos do país. Pelas redes sociais, houve relato de espera no Rio de Janeiro, Bahia, São Paulo, Amazonas, Alagoas e Rio Grande do Norte.

O estudante Erick Santos de Melo, de 17 anos, encontrou problemas para acessar o site do TSE e decidiu ir a um desses postos. Ele é de Salvador e, apesar de ter enfrentado uma “fila gigante”, encontrou um “atendimento organizado” e saiu meia hora depois com sua situação regularizada.

“Não demorei muito. Sinceramente, achei que iria demorar mais. A fila, quando cheguei, estava gigante. Mas apesar disso, a fila andou, foi bem rápido. Em meia hora, já estava saindo com o título na mão. Estava organizado, tanto que tinha fila para quem agendou e para quem não agendou. Não tinha agendado, por isso demorei um pouquinho mais. Mas não tive nenhum problema” conta.

Nesta quarta-feira, os horários do TRE-RJ serão ampliados de acordo com a demanda. Segundo o tribunal, todo eleitor que estiver na fila às 19h – fim do expediente – receberá uma senha e será atendido.

No dia 11 de julho, o TSE divulgará o número oficial de eleitores considerados aptos a votar nas eleições de 2022, e entre 5 de julho e 3 de agosto, os juízes eleitorais deverão nomear os eleitores que serão mesários e darão apoio logístico nos locais de votação.

Após as eleições, aqueles que não tiverem votado no primeiro turno têm até o dia 1º de dezembro para apresentar a justificar a ausência no portal online do TSE ou no próprio cartório eleitoral.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

Fonte: ig